Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

06.01.18

Arrumações

chuviscado por Pingos de Chuva

Este ano nem deixei passar o dia de Reis e já despachei a maior parte das tralhas de Natal. Ontem foi a mesa e hoje as decorações da árvore e as espalhadas pela casa. Só ficou a árvore com as luzes, que ainda estão ligadas, e a coroa da porta. Amanhã também voltam para as caixas. 

 

Não sei porquê mas todos os anos há sempre mais decorações para arrumar do que as que desarrumei.... Ganhei o hábito de colecionar Pais Natal e presépios e assim o armário fica cada vez mais pequeno/cheio.

08.12.17

Peripécias das compras de Natal🎁

chuviscado por Pingos de Chuva

Este ano resolvi escolher online as prendas que pensava dar. Para um dos casos, escolhi um conjunto de 6 chávenas de café da loja do Gato. Sempre achei as coisas de lá muito giras e achei que dava uma prenda bonita. No outro feriado fui ao Colombo e, na dita loja, andei á procura das chávenas. Acabei por perceber que já não tinham aquele desenho pelo que acabei por escolher outro. Paguei, pedi para fazer embalagem de presente e vim embora toda contente da vida. Esta semana toda, o saco tem estado ali, junto com os outros presentes que já comprei, mas ontem deu-me na cabeça de ir verificar o desenho das chávenas. Abri o saco com muito cuidado e qual não foi o meu espanto quando abri a caixa e estavam lá, arrumadinhas,.... 5 chávenas. Cinco. Fiquei a olhar para a caixa e pensei 'ainda bem que me deu para abrir o saco senão a prenda seria entregue sem estar completa'. Hoje, quando já pensava que me tinha livrado da confusão do Colombo, lá fui á loja do Gato explicar a situação. Acharam estranho porque devia ter sido conferido quando da compra mas lá me entregaram uma caixa completa. O que penso que aconteceu foi que a chávena em falta era a que estava no expositor pois lembro-me  de ter tido que pedir ajuda a uma funcionária para me descobrir uma caixa daquelas chávenas. Ela lá a conseguiu descobrir mas seria a única e, provavelmente, de onde teria vindo o exemplar que estava no bancada (quem conhece a loja do Gato sabe que eles têm aquelas bancadas cheias de loiças). No fim da história, o que interessa é que me safei de uma boa. A pessoa em causa até tem uma casa de 5 pessoas mas eu paguei 6 e não 5. Com esta confusão de gente, sacos, embrulhos é fácil acontecerem coisas assim por isso é preciso estar de olho para não ter surpresas.

24.11.17

Compras🎁🎄🛍

chuviscado por Pingos de Chuva

Está oficialmente aberta a época do 'mas o que é que vou dar de prenda de Natal á mãe, pai, irmão, irmã, tios, primos, avós, sobrinhos, namorado(a), marido, mulher, colega de trabalho, amigos chegados, vizinhado5oesquerdoqueestásempreatrazercoisasdaaldeia, cão, gato, periquito. Há quem tenha uma lista de quilómetros e mesmo assim deixe para o dia 24 á tarde, há quem seja organizado e comece as compras em Agosto, há quem faça tudo com tempo e nas calmas, há quem despache tudo numa tarde enfiada no shopping, há quem faça uma lista e a siga religiosamente, há quem tenha um orçamento e não fuja dele e há quem nem pense no que gasta. Há de tudo e de todos. Agora sim, chegou o Natal. 

14.12.16

É quase uma tradição...

chuviscado por Pingos de Chuva

... ir até à baixa ver montras, fazer algumas compras e admirar as iluminações de Natal. Este ano não foi excepção. Comecei na Avenida da Liberdade e descobri a Praça da Alegria (não a do programa da RTP) que não conhecia. Subi até ao Príncipe Real por dois conjuntos de escadas enormes. Cheguei lá acima quase sem fôlego. Desci para S. Pedro de Alcântara, o meu lugar preferido de Lisboa. Passei pelo Teatro da Trindade e Largo Rafael Bordalo Pinheiro onde está aquela fachada linda de azulejos. Também é onde fica a melhor loja de tatuagens de Lisboa, segundo um amigo que lá fez uma há pouco tempo. Ainda pensei experimentar mas estava fechada. :-) Continuei até ao Largo do Carmo, fui ver os Terraços do Carmo que também ainda não conhecia. Passei pelo Chiado, Rua do Carmo (na Nikolaus comprei mais um presépio para a colecção), Rua do Ouro, subi outra vez ao Chiado e a Rua Garret. Comprei a prenda que me faltava na Bertrand. Até que tive a brilhante ideia de ir espreitar a Igreja do Loreto. Adoro igrejas, a construção, as imagens, o silêncio em contraste com a barulheira cá fora. Mas desta vez não correu bem. Ao subir as escadas, que mais pareciam seda de tão escorregadias, fugiu-me o pé do degrau e até vi estrelas com a dor. Mesmo assim, ainda vim a pé até aos Restauradores. A dor não era muita mas como não liguei muito ao caso, ontem foi mais complicado. Comprimido para as dores, gelo e já está bem melhor.

 

Resumindo, embora não tenha acabado lá muito bem, adorei, como sempre, descobrir sítios novos, ver gente, ver animção nas ruas. 

collage.jpg

 

12.12.16

Jantar de sábado à noite

chuviscado por Pingos de Chuva

20161210_203637.jpg

Sábado foi noite de jantar da malta. A coisa não correu muito bem ao principio pois apanhei um trânsito descomunal a um sábado à noite para chegar ao restaurante. Felizmente consegui estacionar logo. Fora isso, foi, como sempre, uma noite divertida com muita conversa, comida da boa (feita por um amigo) como um arroz de perdiz que estava uma maravilha, além das entradas e sobremesas. E o melhor, a companhia. Como sempre, acabamos a dizer "porque não começámos com estes jantares há mais tempo?". Desta vez a noite acabou mais cedo. Ainda pensámos ir até à baixa ver o ambiente de Natal mas acabámos por não ir.

Mais sobre mim

A ler ao som da chuva

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Como nem sempre faço referência, as fotos que aqui aparecem são retiradas da internet excepto as minhas que estão identificadas. Se alguma estiver protegida por direitos de autor, agradeço que me avisem e serão retiradas imediatamente.