Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

11.04.15

Hoje, na farmácia...

chuviscado por Pingos de Chuva

 

... quase me lincharam. 

É a única farmácia do bairro, por isso, está sempre cheia de gente. Então ao sábado de manhã é a enchente de quem sai de casa para ir à mercearia, ao talho, à peixaria, à padaria e aproveita para levar os medicamentos de que precisa. Ou seja, o movimento é grande.

Convém explicar que esta farmácia tem o sistema de senhas com duas alternativas: o atendimento normal, que, além de por vezes quase se transformar numa consulta, demora mais porque as pessoas levam resmas de receitas para aviar, o que não é nada de anormal E a alternativa, mais rápida, para quem só vai levantar um medicamento já pago ou reservado. Que foi o meu caso hoje. Cheguei, a farmácia cheia até à porta e tiro a senha B. Passados 10 segundos sou chamada. Começo a ouvir um burburinho nas minhas costas e uma senhora vem logo atrás de mim perguntar-me com um ar muito aborrecido "Mas a senha B é para quê?". "Para levantar medicamentos reservados ou já pagos", respondo-lhe. "Ah! Então também vou tirar uma para mim porque é o meu caso" e lá foi ela à máquina das senhas. O burburinho continuou mas fiz o meu melhor ar de "Tou nem aí" e saí porta fora com o meu medicamento na mão. Por breves segundos, temi pela vida.

A senhora muito aborrecida foi chamada logo a seguir a mim. Passou-lhe logo o aborrecimento.

Mais sobre mim

A ler ao som da chuva

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Como nem sempre faço referência, as fotos que aqui aparecem são retiradas da internet excepto as minhas que estão identificadas. Se alguma estiver protegida por direitos de autor, agradeço que me avisem e serão retiradas imediatamente.