Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

20.09.18

Coisas que me provocam um ataque de nervos

chuviscado por Pingos de Chuva

A altura em que chego á caixa do supermercado. Sou só eu que pareço uma barata tonta a tentar arrumar as coisas no saco a alta velocidade porque não quer ficar ali a empatar? Por vezes dá mau resultado e acabo por enfiar aos trambolhões, fico sem espaço para tudo e acabo por levar a garrafa do sumo e o pacote de batatas fritas na mão. É com cada camada de nervos, Jesus! E quando ainda estou a colocar as coisas no tapete e a empregada já está a passá-los a alta velocidade para o outro lado? Quando chegas lá, depois de despejar o carrinho, já tens tudo atulhado. E quando esse espaço é minúsculo, como no Lidl, onde se acaba por formar um Monte Everest periclitante? E tirar a carteira da mala, tirar cartão de descontos, tirar cartão/dinheiro para pagar? E ter a empregada com o cartão/troco, talões e factura na mão a olhar para mim com um misto de pena e um "vai demorar muito?" na expressão enquanto tento jogar ao tetris com o fiambre, o detergente para a loiça, os iogurtes, uma caixa de panados, o gel de banho, uma alface e tudo mais? E voltar a guardar o cartão/troco, facturas, talões na carteira e a dita na mala onde custa sempre a entrar de volta porque anda sempre cheia e basta tirar alguma coisa para as 34567 restantes ocuparem o lugar vazio? Ca nérvus! Gostava de ser daquelas pessoas que consegue encaixar tudo muito direitinho e organizado. No meu caso, é o "tudo ao molho e fé em Deus".

 

04.09.18

De volta

chuviscado por Pingos de Chuva

De volta. Ao trabalho. Á rotina casa-trabalho-casa. Mais que em Janeiro, é nesta altura que sinto que a vida recomeça. Depois das férias, do descanso, de ter tempo para ver o tempo passar, voltamos á vida de sempre. Custa, e muito, quando no horizonte não se vêem perspectivas de mudança e como eu precisava disso na minha vida. Para compensar, esta é a época do ano de que mais gosto. O fim do verão, os primeiros dias de frio e, a julgar pelo dia de hoje, parece que já estão a chegar. Então, venha mais um ano na (pouca) esperança de que algo mude. Um dia de cada vez. Um dia. De cada vez.

13.08.18

Ficam as memórias

chuviscado por Pingos de Chuva

Chegamos a uma altura da vida em que as referências, as pessoas que sempre conhecemos vão começando a desaparecer. Mesmo não sendo as pessoas mais próximas, neste caso, da família, são as que conhecemos desde que nos lembramos de existir. Vai ficando um vazio só preenchido pelas memórias do que vivemos com elas. Ontem faleceu um grande amigo do meu pai, uma das pessoas que mais o ajudou/apoiou na vida, daquelas amizades entre irmãos que só não o são de sangue. O meu pai é padrinho de baptismo e casamento de uma das filhas dele que tem a minha idade. Por isso, sempre convivemos muito. Passeios, festas, simples lanches transformados em verdadeiros banquetes pela mulher dele (que também já faleceu mas que era uma senhora com um coração do tamanho do mundo e uma verdadeira mulher do norte), viagens e tantas memórias que ficam para sempre. A vida continua. Novas pessoas vão entrando na nossa vida mas ás vezes, ao pensar em quem já partiu, dá uma saudade.

04.08.18

O campo na cidade

chuviscado por Pingos de Chuva

Tenho um grilo a cantar nas escadas do prédio. No silêncio ouve-se o cri cri como se estivéssemos no campo. Acho que também ele está farto do calor e veio refugiar-se no fresco das escadas.

26.07.18

Posso confessar uma coisa?

chuviscado por Pingos de Chuva

Apesar de gostar de calor e do verão (mas continuo a gostar mais do outono), não me chateia muito o tempo que tem estado. Gosto do calor mas sem exagero, sem levar com um bafo quente mal saio a porta do prédio, de não conseguir dormir de noite por causa do calor, de me sentir sempre melada e a escorrer mesmo quando acabo de sair do banho. Por isso gosto deste calor que não chega a ser, de poder abrir as janelas de manhã ou á noite e deixar entrar ar fresco. Mas.... se falarmos de chuva, aí a coisa muda. Isso é que não. Felizmente, tem ameaçado mas não tem aparecido.

 

 

Acho que a partir da semana que vem, não me vou safar. Dizem.

18.07.18

Como...

chuviscado por Pingos de Chuva

...pôr um prédio em polvorosa á hora do jantar? O eminente fecho do abastecimento da água por haver uma rotura na canalização geral. M€#$@ de prédios velhos!

25.06.18

Do jogo de Portugal

chuviscado por Pingos de Chuva

Isto de jogar contra uma equipa que não sabe jogar futebol e passa o jogo todo a pressionar o árbitro por tudo e por nada, não é fácil. Mais um bocado e além do "exigirem" o vermelho directo para o Ronaldo, tinham exigido que se marcasse penalti por uma falta no meio campo. Dass! Venha o Uruguai. Pelo menos sabem jogar futebol.

 

E aquela cena de irem fazer barulho para o hotel onde estava Portugal é patética. Já para não falar nas inenarráveis vuvuzelas. Acho que os jogadores nem se conseguiam ouvir uns aos outros. 

21.06.18

O futebol nas bancadas⚽️

chuviscado por Pingos de Chuva

Eu adoro futebol e, ao contrário de muita mulher em época de Europeu ou Mundial, gosto de ver todos os jogos, principalmente se forem com grandes equipas. Mas ao mesmo tempo que se segue o jogo em si, adoro ver as imagens do público que é, sem dúvida, um espectáculo á parte. Não tem nada a ver com os jogos "normais". As cores, o espalhafato em muito casos, e, principalmente, a alegria que torna um jogo de futebol em festa, como deveria ser sempre. E alguns adeptos de algumas selecções, mesmo perdendo o jogo, continuam com a mesma alegria dando uma lição de fair play a muito adepto de campeonatos nacionais. Já para não falar na lição de civismo que os adeptos do Japão e do Senegal deram quando limparam o lixo que fizeram nas bancadas durante o jogo. 

Mais sobre mim

A ler ao som da chuva

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Como nem sempre faço referência, as fotos que aqui aparecem são retiradas da internet excepto as minhas que estão identificadas. Se alguma estiver protegida por direitos de autor, agradeço que me avisem e serão retiradas imediatamente.