Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

14.12.13

Hábitos que ficam

Hoje, ao ler este post, dei comigo a pensar que, graças à minha Mãe, que me fazia isto quando eu era pequena, também tenho o hábito de quando como peixe cozido (pescada, bacalhau), vou comendo tudo e muito cuidadosamente vou retirando a parte da clara do ovo cozido até ficar a gema redondinha, sem uma beliscadura. Depois, guardo sempre uma ou duas batatas cozidas e esmago-as junto com a gema e o azeite que ainda há no prato. A minha Mãe fazia-me isto e ainda hoje o faço e sabe-me tão bem. Adoro. Ás vezes, sabe-me melhor do que o resto.

29.12.09

Depois do Natal

E cá estamos, de volta á vida depois de três dias no planeta do dolce fare niente em que me levantei a horas indecentes (11 horas!!!, que crime!) e andei a rebolar pelo sofá, de pijama ou enroscada na mantinha, de comando na mão a fazer zapping até encontrar alguma coisa de jeito para se ver. Pelo meio passou-se o Natal, felizmente bem calminho, com as prendas do costume e a mesa recheada de tudo o que faz mal mas sabe tããããão bem. Quem ler isto até pensa que sou daquelas pessoas que se empanturra de tudo mas é ao contrário, quando vejo muita coisa para se comer acabo por só depenicar aqui e ali e pouco mais. Para dizer a verdade, a minha perdição são as nozes e os chocolates e esses estão quase a desaparecer da mesa que, como é tradição cá em casa, fica posta até ao dia de Reis (sendo reabastecida quando necessário, claro). Adiante, venha o Ano Novo que já está á espreita.

Mais sobre mim

A ler ao som da chuva

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Como nem sempre faço referência, as fotos que aqui aparecem são retiradas da internet excepto as minhas que estão identificadas. Se alguma estiver protegida por direitos de autor, agradeço que me avisem e serão retiradas imediatamente.