Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Só a mim

Hoje, 19.30, hora de saída.

Depois de 1 hora para (alguém que não eu) resolver como responder a um mail e depois de finalmente acabar de o escrever, quando ía colocar o endereço (é sempre a última coisa que faço para evitar enviar sem estar concluído) o Windows Live resolver ter um fanico e, puf!, encerra o programa e o mail, já prontinho a enviar, escafede-se sem nunca ter posto os pés na pasta dos rascunhos. Dão-me dois trecos, rogo 32569 pragas, revejo mentalmente uma lista de palavras menos próprias, quase atiro o computador pela janela e começo a deitar fumo de tão furiosa. Furiosa comigo por, ao ver que estava complicado de despachar, não ter guardado uma cópia nos rascunhos. Resultado: enfiei a cabeça no caixote do lixo à procura dos apontamentos que tinha feito e lá consegui refazer o malfadado mail. Em inglês. Bem depois da hora de saída. Só a mim...