Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Descobrir Lisboa

Gosto de caminhar. Sozinha, com os meus pensamentos mas sempre atenta por onde vou passando. Faço todos os sábados depois do trabalho, em média 4 ou 5 km. Não é muito mas é melhor que nada. Mas de vez em quando gosto de sair pelas ruas, meio sem destino, só para apreciar a cidade. Já há muito tempo que não o fazia por isso no dia do jogo final do campeonato, em vez de ficar em casa a roer as unhas e a encher-me de nervos, fui andar. Comecei na av do Brasil, pela av de Roma a fora. Percorri a zona da av da Igreja e descobri que adorava morar ali. Gente, movimento, esplanadas, pastelarias, lojas, dá gosto viver num bairro assim (já que o meu, nos últimos anos, está cada vez pior). Continuei para a Praça de Londres, av Guerra Junqueiro, Alameda. Do outro lado da Alameda segui para a Morais Soares, subi à Penha de França. Cheguei lá acima sem fôlego, eita rua inclinada. Paragem no miradouro para recuperar e apreciar a vista. Fui andando até descobrir a entrada do miradouro do Monte Agudo e, graças á dica d'O melhor blog do mundo, lá dei com a entrada. Mais uma vista deslumbrante de Lisboa. Desci para a Almirante Reis, subi á Estefânia, Arco do Cego, Duque d'Ávila, S. Sebastião, Jardim Amália Rodrigues, Palácio da Justiça e acabei na Praça de Espanha. Tirei fotos, descobri recantos novos, novas ruas, e, claro, sempre de olho no telemóvel para ir sabendo como estavam as coisas ali para os lados da Luz. Cheguei a casa quando faltavam 15 minutos para o fim do jogo e ganhávamos por 3-0. Resultado final: 18 km e o Benfica tricampeão!!

collage1.jpg

 

Largo Frei Heitor Pinto; Igreja S. João de Deus, Praça de Londres; Alameda D. Afonso Henriques

collage2.jpg

Igreja da Penha de França; Jardim Amália Rodrigues (com a festa do tri a ser preparada lá ao fundo)

2 comentários

Comentar post