Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Pingos de Chuva

Depois da chuva passar, haverá sempre um arco-iris no céu

Para reparação

Ao fim de duas televisões, dois telemóveis e um computador, quando decidi comprar um tablet, optei por um Samsung. Não percebo nada do assunto mas, como sempre, tenho alguém que percebe e o que ele diz, eu sigo. Até hoje não tenho razão de queixas nas escolhas que fiz seguindo a sua opinião. Voltando ao tablet. Aproveitei um desconto online (que, sorte a minha, no dia seguinte já tinha desaparecido) e comprei o modelo escolhido. "Brinquedo" novo, tudo a correr bem até que... no fim de semana passado, menos de duas semanas depois, tive que o recarregar (coisa que já tinha feito duas vezes). Apercebi-me então que a percentagem não avançava apesar de dar sinal quando ligava o carregador, e aparecer a informação de que estava a carregar mas... nicles. Nada de carregar, pelo contrário, ia gastando o pouco que tinha até que desligou por completo. Domingo, a seguir ao almoço, enfiei tudo na caixa e lá fui à loja. Foi para a marca com a informação de que "o tempo de reparação até nem tem sido muito longo" mas que contasse pelo menos com 10 dias e no máximo 30 para receber alguma resposta (ou o dito cujo reparado). Vamos ver o que dá. Vê lá Samsung, tu não me desiludas!!

 

Of course que este post não é patrocinado nem foi escrito em parceria com coisa nenhuma que aqui a Pingos não vive ás custas disto.

Obrigada

2017-02-15 22.26.34.png

E no dia de anos do blog, um destaque no Sapo Blogs. Obrigada, Sapinho 😄

 

E obrigada a todos os que deixaram comentários de parabéns. É bom sentir que está alguém desse lado 😚

 

8 anos de blog

1416eb36fbcc2458542e52c344167f55.jpg

 E, assim de repente, este blog já faz 8 anos. Apesar de não ter posts diários (a minha vida não é assim tão interessante e nem sempre tenho assunto para escrever) acaba por servir para desabafar e despejar disparates e insignificâncias. Aos (muito) poucos que aqui vêm parar e têm a paciência de me seguir, obrigada.

Tivesse eu pontaria para outras coisas

Ontem, comentava com a colega que este mês não tínhamos recebido o email com um inquérito do INE que nos últimos meses caía na caixa do email logo no início do mês.

Hoje aparece um email do INE, mas do departamento do Contencioso, a perguntar pelo inquérito, a dar novo prazo (o inicial tinha acabado ontem) e acenar com multas caso não fosse cumprido. Despachei o assunto em 2 minutos e ainda foi um emailzinho para os senhores do Contencioso a dizer- lhes que vissem bem para onde enviaram o inquérito porque na minha caixa de email (do trabalho) não está em lado nenhum. Nem nas entradas, nem no lixo, nem nas eliminadas. Em lado nenhum.

Vem isto a propósito que podia adivinhar outras coisas...

Dia da vacina

Ontem, como fui a uma consulta da médica de família, de rotina para a revisão geral, lembrei-me que a minha vacina do tétano tinha feito 10 anos em 2016. Ao longo do ano lembrei-me dela mas como não vou assim tanto ao centro de saúde, acabei por me esquecer. Assim, aproveitei que estava no local e passei pelo piso da vacinação. Tirei a senha, inscrevi-me e fiquei à espera que me chamassem. A zona de espera não está propriamente pensada para adultos porque parece um parque de brincadeiras para miúdos. Felizmente, eram poucos os que andavam por ali em correrias e aos pinotes. E, felizmente também, não tive que esperar muito. Despachei a vacina e agora só daqui a 20 (vinte!) anos em vez dos 10 até aqui. Espero que o livro das vacinas, com tantos anos como eu, que a minha Mãe, religiosamente, mantinha em dia, já meio amarelo do tempo, cheio de carimbos e alguns rabiscos (porque em alguma altura deitei-lhe a mão e fiz dele uma tela para desenhos e rabiscos a caneta) dure até lá.

Da vida

Este ano não está a começar lá muito bem. Na semana passada, no espaço de poucos dias, tive de chamar o INEM duas vezes e passei mais de 12 horas, no total, enfiada no Hospital de Sta Maria. E hoje voltei lá para um exame que se tornou necessário. Felizmente, o resultado foi melhor do que se esperava mas ainda faltam outros exames. Vamos ver se correm tão bem e se explicam o que se passou. Aos poucos, vai voltando tudo ao normal mas tudo isto me faz pensar que a vida pode mudar de repente e, sem aviso, virar o meu mundo do avesso. 

Eu...

... quando, na caixa do supermercado, tento tirar as últimas compras do carrinho (que são sempre as de menor tamanho):

635826338933706114-1045368354_funny-short-girl-ins

É o que faz ter uns estonteantes e vertiginosos 155 cm de altura. Um dia destes, ou viro o carrinho por cima de mim ou vou parar lá dentro...

Odeio-te Janeiro!

Odeio, odeio, odeio o mês de Janeiro. Depois de toda a agitação de Dezembro, eis que chega o mês que mais odeio. O trabalho que andei a empurrar com a barriga durante o mês anterior descamba todo agora e mal consigo despachar a papelada acumulada. E para juntar, os prazos de tralhas que têm de ser cumpridos até ao fim do mês. Por tudo isso, odeio Janeiro! Se me apanho em Fevereiro até penso que é mentira.

 

Ainda falta muito para o fim do mês?